CENA
Terça-feira, 26 de Maio de 2009
ENA - Vinho

 

Vinho

 

É o produto obtido exclusivamente por fermentação alcoólica, total ou parcial, de uvas frescas, esmagadas ou não, ou de mostos de uvas.

 

O processo de fabrico envolve vindima, pisa, fermentação, filtragem e envelhecimento.

 

 

Tipos de vinho:

 

Tinto: varia muito, entre o magnífico e o parece-vinagre. Quando é bom, não se quer outra coisa nem dá ressaca (até porque beber muito fica caro). Quando é mau, peça cerveja da boa que custa o mesmo.

 

Branco: as senhoras bebem-no fresco. A menos que seja a acompanhar peixe, não é de bom-tom ser bebido por homens.

 

Verde: há quem pense que vinho branco e vinho verde são a mesma coisa. Mas não. Vinho verde é um vinho novo, produzido no Noroeste de Portugal, entre Douro e Minho, podendo ser branco, tinto, rosé ou espumante. Haverá gente que, mesmo depois de ler isto, continuará a pensar que vinho verde e vinho branco são a mesma coisa.

 

Rosé: as senhoras bebem-no fresco. Nunca é de bom-tom ser bebido por homens.

 

Espumante: champanhe feito noutros sítios que não Champagne.

 

Espumante tinto: grande percentagem das pessoas estão a descobrir agora que isto existe. Bebe-se a acompanhar leitão.

 

Frisante: é vinho branco com gás metido, tipo o que se mete na seven up. Compradores menos atentos compram-no a pensar que é espumante.

 

Vinho da casa: é um vinho de qualidade entre relativa e duvidosa, de origem local ou indefinida (vide mistura de vários vinhos da Europa). É servido nos restaurantes ao copo ou em garrafa, embora venha sempre em garrafões ou pacotes tetra pak e engarrafado na hora com preciosa ajuda de um funil. Nas palavras do dono ou empregado do restaurante, é sempre bom. Tal como a mousse de chocolate, que é sempre caseira.

 

Vinho de missa: o único que ainda não provei. Antigamente, os leigos podiam bebê-lo no crisma. Mas hoje já só se comunga.

 

Vinho generoso: inclui porto, madeira, moscatel, xerez, etc. Apesar de docinho, não é de mau-tom ser bebido por homens.

 

Mistura de vários vinhos da Europa: vinho inqualificável, tanto na origem como no sabor. É servido nalguns estabelecimentos, como vinho da casa, e na tropa. 

 

 

Redactor/colaborador ENA

Rui Hugo


tags: ,

publicado às 00:00
comentar

Comentários

De Márcia a 16 de Outubro de 2009 às 22:37
Caro senhor,
Irei ao Norte de Portugal, especialmente, a Vila Real, gostaria de saber se é fácil encontrar vinho verde.
Aguardo uma orientação e desde já agradeço,
Cordialmente,
Marcia A Molina
)São Paulo/Brasil)


De Ursa Polar a 2 de Junho de 2009 às 18:22
Este fim de semana fui a um casamento na Bairrada em que o prato de carne era leitão e graças a este artigo fiz boa figura perante os autóctones, pedindo espumante tinto para acompanhar. Obrigado CENA! Já agora, há alguma festa na Bairrada em que não se coma leitão?


De Porco a 27 de Maio de 2009 às 17:48
Já o tinha referido e volto a indagar porque motivo algumas pessoas porfiam em tentar ter piada nos comentários que aqui fazem... Se não são engraçados ao vivo (mesmo que os amigos vos digam que sim), não há razão para o serem aqui.
O vinho de missa é licoroso do género do moscatel mas pior, próximo do vinho generoso portanto. O mais utilizado será porventura o "Tabor" e custa à volta de 7€ a garrafa.


De Helena a 27 de Maio de 2009 às 16:11
Se vierem ao norte, tipo minho, não é norte tipo porto..estejam á vontade para pedir vinho da casa. Geralmente é vinho verde (branco para as senhoras, tinto para os senhores, já que não fica bem homens beberem vinho branco), que foi comprado a um lavrador que faz uma pinga de bradar aos céus. Quaaaaaaaaaaase sem riscos (certamente alguns preferirão as misturas com vinhos da Europa), mas com a certeza de que o risco vale a pena!


De alex a 27 de Maio de 2009 às 15:24
Atenção, eu sei de fonte segura que o vinho de missa é vinho branco! Pelo menos em algumas missas é... A razão? Simples, por causa das nódoas.


De Travassos a 27 de Maio de 2009 às 12:46
Vinho de missa é vinho igual a qq um... normalmente é um bom vinho da regiao do douro! eu sei pk dantes, quando tocava na filarmonica da minha terra, roubavamos as garrafas ao padre enquanto esperavmos para ir tocar na procissao


De Nokas a 26 de Maio de 2009 às 20:29
Falta o vinho a martelo, leva tudo, só não leva uvas...


De katamina a 26 de Maio de 2009 às 19:56
esqueceram-se do palheto, que é vinho rosé bebido por homens


De Zeca Baleiro a 26 de Maio de 2009 às 18:09
Meus amigos, deixaram de fora o mais nobre dos vinhos portugueses: o Vinho do Porto! Sei que não é vinho pra se acompanhar uma refeição.. Mas não deixa de ser pomada! E que bela pomada!

Tirando isso... o artigo está au point! Como aliás, está tudo com a chancela "CENA"!


De Anónimo a 27 de Maio de 2009 às 01:06
puseram sim... está incluído no vinho generoso, é docinho mas o homem também pode beber!

eu estou incluido nos que n sabiam do espumante tinto...agora ja sei como comer leitao!!


De RENATO ALEXANDRE!!! a 26 de Maio de 2009 às 17:27
P mim o vinho é td bom desde k d moka! lolol!!! Agora a serio... kurto + cerveja!
Abracos po pexoal do GANA! Kontinuem a BOMBAR!!! ehehe!

rENATO aLEXANDRE


Comentar

Últimos notícias