Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

CENA

CENA

17
Set09

Novidades Mister Cimba!!!

gana

 

A Mister Cimba já se encontra no Twitter!

Siga-nos em: http://twitter.com/mistercimba

Aproveite que tem a internet ligada e venha descobrir

os nossos fabulosos produtos em http://mistercimba.pt.vu

 

Sempre quis ser fã de Mister Cimba e não tinha onde?

Não desespere! É aqui: http://facebook.com/mistercimba

E já conhece as promoções de Verão da Mistercimba?

Então venha daí conhecê-las: http://videos.sapo.pt/cena/play/17

Estas ligações têm a qualidade e garantia Mister Cimba!

16
Set09

Quiz Show - Saúde e Higiene

gana

 

Chegou o momento da verdade. Trata bem de si? É lavadinho e saudável? Isso é que é importante. É o mais importante que há a seguir à poupança de recursos. Este teste foi elaborado por médicos e nutricionistas de renome ligados aos mais importantes centros de saúde do país. Faça o teste!

 

 

TESTE: SAÚDE E HIGIENE

 

');

Leitura dos resultados:

15
Set09

ENA - Piratas

gana

 

Piratas

 

Pirata (novo acordo ortográfico) ou Piracta (antigo acordo ortográfico) é um marujo que rouba barcos e/ou cidades portuárias. Actuam de forma organizada, num barco, em grupos de 4 a 25 elementos. O chefe costuma ser o mais velho.

 

Ao contrário do estereótipo criado à volta dos piratas, cerca de 80% dos piratas têm os dois olhos e 90% têm os quatro membros. Contudo, cerca de dois terços dos piratas usam lenços ou chapéu (1).

 

Hoje os piratas exercem diversas profissões, não só a de marinheiro: engenheiro informático, padeiros, médicos, e outras profissões deste género.

 

 

Pirataria informática

 

Pirataria informática é:

a) Copiar CD de música

b) Copiar jogos de computador

c) Comprar coisas com cartões de crédito outras pessoas

d) Entrar em sites que têm password sem saber a password

 

Curiosidade: O teclista e realizador Filipe Melo chegou a ser investigado, quando era garoto, por pirataria informática. 

   

Melo agora e quando era garoto

 

 

Arrumadores de carros

 

Os arrumadores de carros são considerados os piratas da cidade.

 

  

Piratas na cultura popular

 

Pirata já foi uma marca de pastilhas elásticas que rivalizou, em tempos, com a todo-poderosa Gorila. Faliu após uma tentativa gorada de fusão com a marca concorrente, determinada pelo chumbo da Alta Autoridade para a Concorrência que alegou «franca preocupação com a iminência de um monopólio de consequências nefastas para o consumidor».

Celebração após negociações

(antes do chumbo)

 

Piratas são tipos recorrentes em filmes e séries de TV. Basta recordar Piratas das Caraíbas ou o Sítio do Pica-Pau Amarelo. No Sítio, além dos piratas, havia um garoto perneta que fumava cachimbo e animais a falar. Hoje, 75% da juventude brasileira apresenta traumas por causa dessa série e/ou por causa do Fofão.

  

Marquês de Rabicó, uma personagem do Sítio do Pica-Pau Amarelo, falando com os seus filhos (porcos a falar) e Fofão vestido de mágico. Como é que aquela gente não há-de ser maluca. 

 

 

Extras

  

Aleixo no Hospital conversa com um médico pirata.

  

Aleixo no Brasil interage com Fofão.

 

Colaborador

Rui Hugo

11
Set09

“Brega do Raparigueiro”, de The Smashing Pumpkins

gana

 

Se ainda não está familiarizado com clipe limpo, clique aqui (se for um usuário Mac) e leia tudo até "Obrigado" ou carregue com o botão direito do rato aqui e depois em "abrir noutro separador" ou aba ou lá o que é (se for usuário PC) e leia tudo até "Obrigado". Obrigado.

 

 

 

A selecção de hoje é da autoria de Marcelo Barbosa, inatacável personalidade  de elevados  padrões morais.

 

Bio oficial de Marcelo Barbosa

 

Cidadão brasileiro de pleno direito, Marcelo Barbosa é versado em diversas artes, nomeadamente a nível criativo e prático. Natural de Porto Alegre, não distingue bem o Grémio do Internacional, facto que, durante a escola secundária, lhe valeu muita “[equivalente brejeiro de relação sexual um tudo-nada mais abrutalhada] à galo” e aquela coisa de levar com o dedo indicador e o dedo médio de outra pessoa, emparelhados, no pulso com toda a força. Colabora com os GANA a nível ideias avulsas e ajuda Pombeiro em coisas de animação que este último não saiba fazer/não queira fazer derivado a: preguiça. É mais amigo de Moreira porque foi o que conheceu primeiro, mas o seu preferido, como de resto com toda a gente, é Santo.


Marcelo Barbosa

(clique em sua cabeça para conhecer alguns dos seus trabalhos nota 10)


__________________________________________________________________________________

 

Informações gerais

Com realização a cargo de P.R. Brown (?-?), este clipe musical data de 2007 e, a bem dizer, resume-se à banda The Smashing Pumpkins interpretando uma versão de “Brega do Raparigueiro”, emblemático hino de Kelvis Duran. Em termos conceptuais, os The Smashing Pumpkins limitaram-se a convidar pessoas até ficar cheio e demasiado calor no local das filmagens, tendo depois começado a tocar num ambiente psicadélico-básico. É ainda de notar que a banda apresentaria aqui a sua nova formação, já sem aquela gaja loura e aquele chinês, e sobre a qual ninguém quer saber o que quer que seja. Na prática, aqui os The Smashing Pumpkins já eram apenas o Bill Corgan (porque a banda é mais dele) e o baterista com bexigas (porque tem uma casa para pagar).

__________________________________________________________________________________

 

Pontos a favor

 

1. Bill Corgan nunca foi o melhor exemplo estético do que é um humano – de resto, fui eu que inventei o rumor de que o homem teria seis dedos numa mão e que se via num dos telediscos mais antigos, rumor esse que, por volta de 1998, cerca de 3/8 da população nacional já havia discutido -, mas há que reconhecer o mérito de, seja em que circunstância for, se optar por usar uma capa. O planeta será um local melhor quando for governado por homens de capa, isto parece-me claro.

 

2. Tem uma mulher a tocar baixo, ocorrência que, oito em dez vezes, dá pica. O dado estatístico que delibera que oito em cada dez acontecimentos, sejam eles quais forem, dão pica a qualquer homem deverá, aqui, ser considerado como irrelevante em dinâmicas contra-argumentativas.

 

Mulher tocando guitarra-baixo. A parte

de ser mulher é 99% do encanto,

valha a verdade.

 

3. Um dos guitarristas abana muito a cabeça (em grande plano ali por volta do minuto e 48), denotando divertimento extremo ou apenas um ataque epiléptico. Seja como for, é divertido para quem vê, sendo ainda completamente inofensivo para a saúde da pessoa que estiver a abanar muito a cabeça.

 

À esquerda, em grande plano, o homem

que abana muito a cabeça. Divirta-se

contando quantas vezes ele abana muito

a cabeça neste teledisco. O primeiro

sujeito que adivinhar fica a saber um

segredo sobre um GANA à escolha.

__________________________________________________________________________________

 

Pontos contra

 

1. Tem um gajo dos Papa Roach, facto que, sob qualquer prisma, dispensará quaisquer desenvolvimentos adicionais.

 

Papa Roach no vídeo.

 

Três dos quatro Papa Roachs que

podem ser o Papa Roach de cima.

 

2. Tem o gajo dos Bloc Party, facto que, sob qualquer prisma, dispensará quaisquer desenvolvimentos adicionais.

 

Gajo dos Bloc Party. Entrou neste

clipe para dizer "ando aí agora

num projecto com o Smashing

Pumpking" quando as pessoas lhe

perguntarem "então, o que é que

andas a fazer agora?" lá no Bairro

Alto onde ele costuma sair à noite.

 

3. Olhem-me bem para a quantidade parva de guitarras que o teledisco tem! Isto acontece porque toda a gente quer tocar guitarra, pensando que as mulheres gostam mais, quando, na verdade, quem tem grande saída são os bateristas. Nos Beatles – e isto é um facto histórico documentado -, Ringo era o que mais se metia em mulheres. Nada mau, para um gajo que parece o Arafat. Enfim, a quantidade de guitarras neste teledisco é apenas mais uma prova de que os homens tudo fazem para agradar, erradamente, às mulheres e muitas deles nem dão valor nenhum.

 

Muitas guitarras, e esta parte nem é aquela

onde aparecem mais. Descubra, afinal,

quantas guitarras aparecem e fique a saber

outro segredo (pior que o anterior, porém,

mas bom na mesma).

__________________________________________________________________________________

 

Apreciação muito geral: este clipe do conjunto que, em tempos, foi o 6º melhor do estado norte-americano do Illinois (atrás de Wilco, Cheap Trick, Chicago, Survivor e Reo Speedwagon), prima pelo divertimento. Com muito boa dinâmica, bem como excelente ritmo e conjugação musico-imagética, este "Brega do Raparigueiro" afirma-se, a meu ver, como um consistente candidato à vitória final. A música deve ser isto: diversão, multiplicidade, heterogeneidade e pessoas de capa. Preenche, portanto, quatro dos seis critérios basilares de qualquer teledisco épico. Uma escolha muito competente, sem dúvida.

__________________________________________________________________________________

 

Questão final: "Marcelo Barbosa, por que razão escolheu este teledisco?"

 

Além de ser o meu preferido, foi desse daí que me lembrei na hora, mas tenho a certeza que chega perfeitamente para ficar na frente dos outros dois caras que já escolheram. Dois baba-ovo da produção musical e audiovisual norte-americana, nada mais. Se minha escolha não ficar no mínimo em terceiro nesse concurso, boto a boca no trombone e falo tudo o que sei sobre os GANA. Não é uma ameaça, estou só falando."

 

Agora clique na cabeça de Marcelo para uma

surpresa incrível 

 

 

 

Analista Clipe Limpo

Mauro

09
Set09

Quiz Show - Você é bom educador?

gana

 

A canalha de hoje em dia está cada vez pior. Só lá vai com rédea curta. Ou talvez não. Talvez estejamos a fazer tudo ao contrário. Ou então no antigamente é que era… Enfim, quem sabe é a nossa equipa de psicólogos, parapsicólogos, pedopsicólogos, educólogos, psiquiatras, pedopsiquiatras e directoras de turma. Veja se sabe educar uma criança ou se é demasiado liberal ou se é demasiado austero!

 

 

TESTE: VOCÊ É BOM EDUCADOR?

 

');

Leitura dos resultados:

08
Set09

ENA - Jogo do Pau

gana

  

Jogo do Pau

 

Jogo do Pau é uma arte marcial portuguesa, de origem incerta. No início do século XX, a sua prática era bastante difundida pelo Norte de Portugal. Servia para defesa pessoal e para resolver contendas. Consiste em dois ou mais homens lutando com paus.   

 

Era uma técnica de luta popular, dado que os paus eram armas bastantes acessíveis. Era normal que viandantes caminhassem com paus e mesmo os pastores a praticavam, para bater nos lobos e lutar com pastores inimigos.

 

Apesar de se chamar «jogo» não é para brincar. Garotos costumam aleijar-se porque levam com o pau dos amigos nos dedos e, se forem lentões, levam com o pau na cara.

 

Gravura antiga com dois garotos jogando com paus, muito serenos.

O mais novo não teve cuidado e levou com uma paulada nas fuças.

 

  

Equipamento 

 

O número de praticantes que utilizam cavacas, cepas e troços de couve tem aumentado, apesar dos esforços das escolas e da federação, que defendam a regulamentação do formato dos bastões (pau de aproximadamente um metro e meio, liso, flexível e mais pesado numa das pontas). Antigamente (ver foto abaixo), antes de haver essas modernices dos cinturões coloridos, como no judo e no caraté, o grau de mestria era representado pela gravata:

Iniciado: laço 

Grau médio: lenço 

Avançado: gravata

Mestre: casaco e direito de se sentar ao meio nas fotos

Praticantes do Jogo do Pau, inícios do século XX

 

 

Mestres e praticantes famosos

 

Muitos foram os praticantes, ao longo da nossa Histórias, que deixaram marcas profundas na prática, desenvolvimento e difusão deste desporto. A saber: Mestre António Nunes Caçador, Mestre Frederico Hopffer, Mestre Júlio Hopffer, Mestre Joaquim Baú, Mestres Calado Campos, pai e filho, Mestre Chula, Mestre Custódio Neves, Mestre Pedro Ferreira, Mestre Elias Gameiro, Mestre Nuno Russo, Mestre Manuel Monteiro, Mota e Bruno Aleixo

 

Mensagem de Bruno Aleixo ameaçando lutador de luta-livre americana com um pau 

 

Aleixo no Brasil resolve problemas com um pau 

 

Colaborador ENA

Rui Hugo

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub